sexta-feira, 29 de julho de 2016

JUIZ TRANCA MENORES ASSALTANTES E SUGERE AOS " DEFENSORES HUMANOS " QUE OS ADOTEM

Os ativistas dos “direitos humanos” (entenda-se bajuladores de criminosos) no Brasil, geralmente são boçais que vivem à custa do povo ou militam em alguma agremiação da esquerda movida a caviar e whisky importado com envelhecimento nunca inferior a 12 anos.
Pois bem, algumas dessas anomalias humanas, perfeitamente descartáveis por absoluta inutilidade, foram contempladas com uma sugestão, no mínimo supimpa, de um desembargador mineiro cuja visão diverge da maioria de seus pares por ser inteligente e ter responsabilidade para com a sociedade a quem serve.
S. Exa. o desembargador Rogério Medeiros Garcia de Lima (Belo Horizonte, MG) enviou à Folha de São Paulo, uma carta onde ironiza quatro dessas bestas hubanas que vivem paparicando bandidos de todos os tipos.
Diz a carta do desembargador…
“Tenho uma sugestão ao professor Paulo Sérgio Pinheiro, ao jornalista Jânio de Freitas, à ministra Maria do Rosário e a outros tantos admiráveis defensores dos direitos humanos no Brasil.
Criemos o programa social “Adote um Preso”.
Cada cidadão aderente levaria para casa um preso carente de direitos humanos.
Os benfeitores ficariam de bem com suas consciências e ajudariam, filantropicamente, a solucionar o problema carcerário do país.
Sem desconto no Imposto de Renda.
Agora, com o morticínio de presos no Maranhão, jornalistas e intelectuais “engajados” escrevem e opinam copiosamente sobre a questão carcerária e os direitos fundamentais. São como urubus, não podem ver uma carniça.
Quando eu era juiz da infância e juventude em Montes Claros, norte de Minas Gerais, em 1993, não havia instituição adequada para acolher menores infratores.
Havia uma quadrilha de três adolescentes praticando reiterados assaltos.
A polícia prendia, eu tinha de soltá-los.
Depois da enésima reincidência, valendo-me de um precedente do Superior Tribunal de Justiça, determinei o recolhimento dos “pequenos” assaltantes à cadeia pública, em cela separada dos presos maiores.
Recebi a visita de uma comitiva de defensores dos direitos humanos (por coincidência, três militantes).
Exigiam que eu liberasse os menores.
Neguei.
Ameaçaram denunciar-me à imprensa nacional, à corregedoria de justiça e até à ONU.
Eu retruquei para não irem tão longe, tinha solução.
Chamei o escrivão e ordenei a lavratura de três termos de guarda: cada qual levaria um dos menores preso para casa, com toda a responsabilidade delegada pelo juiz.
Pernas para que te quero!
Mal se despediram e saíram correndo do fórum.
Não me denunciaram a entidade alguma, não ficaram com os menores, não me “honraram” mais com suas visitas e … os menores ficaram presos.
É assim que funciona a “esquerda caviar”, concluiu S. Exa.
Se 50% dos juízes brasileiros tivessem a metade da inteligência e responsabilidade desse desembargador, as leis brasileiras seriam cumpridas à risco em vez de serem desmoralizadas por qualquer cretino que se acha no direito de conspirar contra o povo desse miserável país, bajulando bandidos e lhes dando apoio à nossa custa.
Parabéns ao digníssimo Meritíssimo Desembargador Rogério Medeiros Garcia de Lima.
É um orgulho e uma honra tê-lo entre nós, os brasileiros de bem!
Do S. Exa. o desembargador Rogério Medeiros Garcia de Lima (Belo Horizonte, MG. P/ O Blog Do Flávio Galdino De Pernambuco

quinta-feira, 28 de julho de 2016

ARARIPINA - PE - Secretarias de Desenvolvimento Social e da Mulher desenvolverão oficinas de trabalho para mulheres

A prefeitura de Araripina através das secretarias de Desenvolvimento Social e Especial da Mulher estão desenvolvendo um importante projeto para mulheres que tenham alguma ligação com homens que estão reclusos e privados de sua liberdade. 

hoje (29) acontecerá o lançamento  às 09:00h, na cadeia pública, onde as mulheres terão oportunidades de escolher que tipo de oficinas que serão realizadas.

O Projeto desenvolverá oficinas que tem por objetivo qualificar profissionalmente essas mulheres e proporcionar uma nova fonte de renda para a família.

Fonte: Dr. Dante Arruda / Blog do Flávio Galdino

Léo Magalhães pega carona com cambistas para chegar em show

Na última segunda-feira (25), um fato inusitado aconteceu com o cantor Léo Magalhães. O carro que levava o artista para um show em Iguatu (CE) quebrou e Léo, para não chegar atrasado ao local da apresentação, pegou carona com uns cambistas, que por coincidência ou não, estavam indo trabalhar vendendo ingressos no mesmo show.

Enquanto muitos artistas exigem carro do ano aos contratantes, para os levarem ao local da apresentação, Léo, que é conhecido por sua simplicidade, não fez exigências e aceitou a carona num Del Rey, ano 1988. A artista viajou 100 km no carro popular.

A história foi relatada por Léo, em sua página no Facebook. A postagem obteve mais de dois mil compartilhamentos e cerca de aproximadamente 42 curtidas. Nos comentários, os fãs elogiaram a simplicidade do cantor.


Fonte: Imirante.com / Blog do Flávio Galdino

ACESSIBILIDADE - irmão de Zezé que foi sequestrado em 1999 se destaca como cantor gospel

17 anos após ser sequestrado e ter uma parte da orelha decepada, Wellington Camargo, irmão de Zezé, se destaca como cantor gospel.
Ele, que passou 94 dias num cativeiro em Goiás no ano de 1999, já vendeu mais de 5 milhões de cópias dos três álbuns que lançou até o momento.
Segundo a coluna Retratos da Vida, do jorna Extra, aos 45 anos ele diz que superou o trauma do sequestro, mas não abre mão de andar com dois seguranças pela rua.
"Tenho dois seguranças que me acompanham 24h. Quando faço shows, contrato mais. Não acredito que queiram meu mal. O que aconteceu comigo foi um caso isolado e já superado. É mais uma questão de segurança mesmo, não ando com medo nas ruas. Vou ao shopping e tenho uma vida normal", comenta.
Casado, atualmente ele mora com a mulher, Yara Costa, e dois dos quatro filhos. Apesar da fama no segmento religioso, Wellington diz que não ostenta e sequer teria condições de comprar um jatinho para facilitar suas viagens. "Estou longe de ter um avião particular. Não almejo fortuna. Eu só não consigo andar, mas faço tudo, até subo e desço escada sozinho", analisa o cantor, que é paraplégico.
Fonte: Com informações de r7 / Blog do Flávio Galdino


Não é uma doença: 10 curiosidades sobre o sadomasoquismo

O sadomasoquismo é uma relação baseada no prazer pela dor. A palavra é dividida em duas: sadismo (aquele que sente prazer em proporcionar dor) e masoquismo (aquele que sente prazer em sentir dor). Este fetiche sexual nem sempre - e, na verdade, na grande maioria das vezes - não tem sexo envolvido, apenas a relação dominador-dominado.
O sadomasoquismo não é considerado doença, desde que a prática não seja pré condição para a satisfação sexual, não seja o principal estímulo pessoal nem do casal e nem que cause agressões, traumas e até morte.
Segundo o blog Casal Sem Vergonha, existem três dicas muito importantes para os casais que querem se iniciar no sadomasoquismo: definir uma senha, que será usada para parar tudo o que ambos estiverem fazendo; que um dos parceiros esteja de olhos vendados; e brincar (com cuidado!) com fogo, como cera quente.
O UOL listou dez curiosidades sobre o sadomasoquismo, essenciais para quem quer saber mais sobre o assunto e começar a se iniciar. Confira:
1. No mundo do BDSM (Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo) existem regras muito bem delimitadas, como o uso da senha, e que devem ser seguidas a risca, pois o objetivo não é fazer ninguém se sentir inferiorizado. Com regras e códigos próprios, tudo é feito de maneira consensual.
2. Os praticantes de BDSM fazem um contrato prévio (sim, de papel passado). Os contratos fortalecem as bases SSC (São, Seguro e Consensual) e já delimitam quais os jogos serão feitos, os limites, as roupas, o que é permitido e o que não é e até detalhes como o dia e horário das práticas.
3. O principal objetivo do BDSM é dar e sentir prazer através da dor, e isso não necessariamente inclui sexo, que só acontece de forma consentida. Quando acontece, geralmente funciona num contexto de fantasia.
4. A palavra de segurança é ESSENCIAL e OBRIGATÓRIA nas relações BDSM. Elas servem para sinalizar os níveis de dor ou incômodo e até mesmo se tudo deve ser finalizado ou não. Nas regras BDSM, o dominador deve parar imediatamente tudo o que estiver fazendo caso o dominado diga a palavra pré-determinada.
5. Na vida real, os praticantes de BDSM são bem diferentes. Especialistas dizem, inclusive, que é muito comum executivos poderosos assumirem papeis submissos durante os jogos eróticos.
6. Nem sempre, a dominação implica dor. Por vezes, a dominação é pura e simplesmente dominação, e o dominado quer se sentir submisso, no aspecto psicológico, sem que isso envolva dor. Ainda segundo o UOL, "nem só de palmadas e golpes de chibata vive uma pessoa submissa".
7. Alguns praticantes de BDSM podem adotar a prática 24/7, ou seja: 24 horas por dia, 7 dias por semana. Isso não significa chicotadas em tempo integral, mas que um dos parceiros vai exercer um papel submisso durante o tempo pré-determinado.
8. Não é só um clichê: o couro é o material mais escolhido para as fantasias da prática BDSM, por todo o significado que o material tem. Os dominados normalmente usam capas ou vestidos, botas de cano longo, sapatos de salto alto, e os dominados apenas sungas ou tapa-sexos e andem descalços.
9. Os adeptos do BDSM sabem que a prática requer muitos cuidados e muita responsabilidade. Por isso, é muito importante se informarem a respeito, através de livros, revistas, sites especializados, trocas de ideias em chats ou encontros ao vivo. Tudo para que a prática seja saudável, sã e consensual. É importante aprender como não deixar marcas aparentes, como fazer nós possíveis de serem desatados em poucos movimentos, não atingir regiões consideradas proibidas, como nuca, cabeça e atrás dos joelhos.
10. Quando a prática é realizada com pessoas desconhecidas, é importante manter o anonimato e, por isso, os codinomes são essenciais. Ele também funciona para ajudar o dominante e o dominado a entrar no clima.
Fonte: Com informações do Notícias ao Minuto, P/ O Blog do Flávio Galdino

Polícia desarticula quadrilha suspeita de praticar assaltos em Araripina

Segundo Capitão Barros, comandante da PM em Araripina, participaram da ação, policiais do GATI e da 2ª Cia.
Por Roberto Gonçalves / Foto: Reprodução
Três pessoas foram presas por policiais do GATI  e da da 2ª CPM, suspeitas de participar de uma quadrilha que praticava assaltos em Araripina, Sertão de Pernambuco e foram apresentadas pela polícia nesta quarta-feira. Com os suspeitos, a polícia apreendeu um revólver calibre 22, marca ROSSI, 01 (uma) espingarda calibre 12, com marca e numeração ilegíveis; e 03 (três) cartuchos calibre .12.
Segundo Capitão Barros, comandante da PM em Araripina, os três elementos presos, recebiam apoio para praticar os assaltos, de um detento  da Penitencíaria Dr. Edvaldo Gomes em Petrolina.
O comando do 7º BPM divulgou nesta quinta-feira (28), os nomes das pessoas presas na operação policial em Araripina.
“Em operação conjunta envolvendo o GATI e o policiamento da 2ª CPM, foi desarticulada uma quadrilha que vinha praticando assaltos na cidade de Araripina. Depois de um levantamento minucioso realizado pela equipe de inteligência da Companhia de Araripina, os policiais chegaram até o principal suspeito Francisco Elizon Conceição. O mesmo foi localizado em casa e confessou que sempre que planejava fazer algum roubo entrava em contato com Júnior Rolinha, recluso da PDEG, para disponibilizar as armas.
No entanto, as armas ficavam em poder de Anísio Pereira da Silva, vulgo “Bila”, que reside no Cavalete I. Dando continuidade a operação, uma equipe seguiu até a casa do Bila e depois de entrar em contato com o mesmo, este informou que havia guardado as armas na casa de Isac, o qual residia na mesma rua. Seguindo as diligências, o efetivo dirigiu-se até a casa de Isac e este confirmou que as armas realmente estavam guardadas em sua casa.
Todos os envolvidos e o armamento apreendido foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Araripina para autuação em flagrante por associação com o crime.”
Fonte 7º BPM Ouricuri 


Fonte: Roberto Gonçalves


Por Blog do Flávio Galdino  

Araripina é a 40ª cidade mais transparente de Pernambuco; Ouricuri ocupa a posição 153 e encontra-se em estado crítico de transparência


Cidades que merecem atenção da população no Sertão, são Terra Nova (133), Salgueiro (137), Serrita (139).
Por Roberto Gonçalves / Foto: Reprodução
No site do TCE-PE encontra-se a relação de cidades mais transparentes do estado; entre os 181 municípios, Araripina está em 40º lugar, Ouricuri ocupa a posição 153 sendo considerada estado crítico pelo Tribunal de Contas, já o município de Moreilândia no Sertão de Pernambuco, ocupa a posição 8ª. Outras cidades merecem atenção da população como Terra Nova (133), Salgueiro (137), Serrita (139).
Infelizmente alguns municípios não se preocupam com a transparência dos recursos que entram e sai nas cidades. A transparência é a base de credibilidade, respeito e acesso aos investimentos que os gestores administram nas cidades de PE. Lamentavelmente alguns munícipes ainda não atendam às exigências do Tribunal de Contas do Estado.
A partir do levantamento das exigências legais, foram definidos 51 critérios de avaliação, os quais foram detalhados em um ou mais subcritérios, totalizando 149 subcritérios de avaliação. Para cada subcritério foi atribuído um grau de atendimento (sim, não ou parcialmente). Considerando os 184 municípios pernambucanos, durante todo o trabalho foram realizadas um total de 27.416
verificações.
Os critérios de avaliação foram organizados em dois grupos: Conteúdo e Requisitos Tecnológicos, compostos pelos seguintes subgrupos:
Conteúdo:
Transparência da Gestão Fiscal; Lei de Acesso à Informação.
Requisitos tecnológicos: 
Do Sítio do Portal da Transparência; Sessão Receita; Sessão Despesa; Sessão Licitações; Sessão Contratados.
Os interessados poderão acessar o site do Tribunal de Contas do Estado: http://www.tce.pe.gov.br/indicedetransparencia/. Onde terão acesso as demais cidades e ranking.